skip to Main Content
(54) 3451-9533 aearv@aearv.com.br

Luxo, não. Essencial, sim! 

Contratar um arquiteto ou engenheiro para iniciar um processo de construção ou reforma não é privilégio, mas atitude imprescindível de quem quer garantir segurança e qualidade na obra. A escolha para realizar esse acompanhamento não deve ser encarada como privilégio, mas sim, uma atitude inteligente de quem prima pela segurança, economia e qualidade.

O acompanhamento profissional, com um projeto bem elaborado, evita indisposições futuras e garante a responsabilidade legal da obra. Os profissionais possuem conhecimento técnico para fazer escolhas, apresentando a melhor solução e custo benefício, de acordo com as necessidades e condições do cliente. Além disso, apenas um profissional habilitado pode ser responsável técnico de uma obra/reforma.

Uma boa qualidade construtiva resulta em economia imediata e também a longo prazo. Uma edificação bem concebida é energicamente eficiente e tem custo de construção e manutenção menores. Se bem elaborado, o projeto, por exemplo, permite que a edificação possa receber iluminação natural em grande parte do dia, fazendo com que o gasto com energia elétrica seja menor.

A partir desse contexto, o planejamento conduz a atuação profissional. Definição do programa de necessidades, estudo preliminar, anteprojeto, projeto legal, projeto de execução, assistência técnica à obra e consultorias fazem parte do processo: tudo pensado de forma global e contínua, reduzindo o tempo e potencializando a qualidade da obra.

Barato pode sair caro

Arregaçar as mangas e decidir conduzir uma reforma ou pequena obra sozinho para economizar às vezes pode sair mais caro. Ao abrir mão do profissional, a pessoa pode enfrentar riscos estruturais, elétricos, hidrossanitários e de infiltrações. A utilização de materiais inadequados também pode comprometer a estrutura. A ideia de que a contratação irá encarecer o orçamento total da obra ou projeto, é um mito que a AEARV faz questão de desmitificar.

O arquiteto, por exemplo, auxilia o cliente dentro de suas necessidades e condições financeiras. Ele sabe elencar os materiais corretos e mais adequados a cada espaço ou ambiente. Algumas vezes estas decisões implicam em um maior investimento inicial, no entanto o produto terá uma vida útil maior. Esse é um diferencial importante, pois evitará futuras manutenções e substituições a curto prazo.

Os profissionais têm a capacidade de compor os ambientes de forma funcional e coerente, auxiliando, por exemplo, na escolha de móveis com dimensões que melhor se encaixam em cada espaço, aliando estética e funcionalidade. Sem um bom projeto e acompanhamento, a matemática apontará sempre resultados negativos – quanto maior o investimento maior o prejuízo.

Back To Top